09 julho 2017

Eu, que me emocionei...

... com aqueles mil tipos a tocar o Learn to Fly pedindo que os Foo Fighters viessem tocar a Cesena,  que me emocionei com o vídeo do tipo da Gillette a fazer a barba ao pai, que me emocionei com a resposta do Dave Grohl, que me emocionei com a amizade improvável do Jermaine Defoe e do pequeno Bradley Lowery , que me emocionei quando o Mohawk Guy  foi chamado para a bateria e era o Under Pressure, que me emocionei com a morte da M. no Skyfall, ainda não me consegui emocionar com a vinda do Fábio Coentrão.

13 comentários:

  1. Respostas
    1. Está bom o filme da Gillette, não está?...

      Eliminar
  2. apanhou-me... da lista só me emocionei com o caso do pequeno Bradley Lowery. do resto nada sei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer que eu deixe links só para si?

      Eliminar
  3. caramba, homem, que me deixa sem jeito. agradeço a boa-vontade, mas não lhe quero dar trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz na mesma. Agora vai ter que ver tudo e dizer-me que tal foi, se também se emocionou, ou assim...

      Eliminar
  4. cada vez menos compreendo as referências culturais.

    no futebol basta encontrar os galos pretos certos. se não estiverem esgotados. e acreditar. muito. a era da fruta e do chocolate já passou.

    ainda não será este ano meu caro.

    ResponderEliminar
  5. prometido.
    vou já dar início à experiência.

    ResponderEliminar
  6. Quem é esse senhor Sô Pipoco?

    Grata desde já

    ResponderEliminar
  7. e o vídeo do regresso do Fábio? só para saber de quem se fala.

    ResponderEliminar
  8. o Mohawk não é aquele jovem da nasa indicado pelo google?

    ResponderEliminar
  9. comecei pelo anúncio da Gillete (já o suspeitava), emocionou-me. demasiado.

    os mil tipos não me emocionaram. nem o gajo da bateria. nem a morte da M.

    mas pior mesmo, é isso do Fábio Coentrão.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo9.7.17

    Oh, insensível coração...

    ResponderEliminar